Cácá conquista quarto título da Stock no RS com batida múltipla no final da corrida

1 comentário

Cacá Bueno no Velopark

Cacá Bueno conseguiu nesse domingo (6) o seu quarto título da Stock Car V8, na última etapa do campeonato, realizada no Velopark, em Nova Santa Rita nas cercanias de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Mas não foi nada fácil. Com problemas nos freios o carioca ainda se envolveu num acidente quando disputava a liderança com Marcos Gomes na penúltima volta que levou mais seis carros para fora da pista.

Cacá Bueno e Marcos Gomes

Com um domingo ensolarado e quente, o clima estava perfeito no Velopark para a decisão de título da Stock Car em 2011. Dois eram os candidatos: Cacá Bueno da equipe Red Bull e Max Wilson da RC. O filho de Galvão Bueno largou na pole, mas perdeu a liderança ainda nos primeiros metros superado por Marcos Gomes Thiago Camilo, Átila Abreu e Allam Khodair.

Max Wilson também não partiu bem e ao fim da primeira volta era apenas o décimo segundo colocado. Mas os carros se mantiveram sempre próximos no Velopark sem uma supremacia definida. Tanto que Gomes era perseguido muito de perto por Khodair e Camilo. Logo atrás, a dupla da Red Bull com Cacá a frente de Daniel Serra, ameaçava o quarto posto de Átila Abreu.

Na metade da corrida a disputa pela liderança esquentou de vez. O atrevido Allam Khodair tentou superar Gomes, mas não conseguiu e acabou sendo superado por Camilo. Logo atrás Cacá superava os dois para passar reto metros adiante anulando todo o esforço. Pouco antes de entrar nos boxes para uma parada programada, Thiago Camilo tocou no carro de Bueno e a direção de prova decidiu puni-lo com um Drive-Through. Com isso o piloto da RCM despencou todas as posições e abandonou a briga pela liderança voltando apenas em 23º.

Enquanto isso, Max Wilson mais atrás tinha problema atrás de problema. Chegou aos boxes com o carro em chamas depois de um problema na roda dianteira direita. Mas sua equipe conseguiu apagar o fogo e o piloto seguiu na prova e na luta pelo título que agora, parecia cada vez mais distante. Com o pit-stop de todos os líderes, a liderança ficou com David Muffato e Júlio Campos que permaneceram mais tempo na pista.

Enquanto Wilson lutava com Luciano Burti pela 15º posição até perder um pedaço do carro, Cacá Bueno reclamava pelo rádio que tinha problemas nos freios e se aumentassem, iria abandonar a prova. Estava na quinta posição, logo atrás de Khodair. O carioca, porém, resolveu continuar acelerando forte até superar o piloto da Voguel na 26º passagem. Quando Mufatto foi aos boxes, Marcos Gomes recuperou a ponta.

Marcos Gomes e Cacá Bueno

No final da prova, Bueno se aproximou muito do líder Gomes. Na penúltima passagem o Peugeot 408 da Red Bull saiu com mais ação do herpin de chegada e o piloto conseguiu ultrapassar o filho de Paulão na reta dos boxes. Mas escorregou um pouco duas curvas adiante abrindo uma brecha que Gomes aproveitou, mas Bueno não aliviou. Os dois se tocaram e Cacá acabou fora da pista numa nuvem de fumaça com o motor desligado.

O problema naquele trecho da pista acabou causando um múltiplo acidente que levou Allam Khodair, Max Wilson, Julio Campos, Xandinho Negrão, Luciano Burti e Nonô Figueiredo para o muro gerando um impressionante “ferro-velho” de sete carros batidos. Nada disso abalou Cacá Bueno que já tinha o quarto título assegurado.

Mas lá na frente, Gomes com o carro avariado não conseguiu segurar o ritmo de Daniel Serra e Popó Bueno que cruzaram a linha de chegada em primeiro e segundo. David Muffato foi o terceiro com Felipe Maluhy o quarto, Duda Pamplona o quinto e Eduardo Leite o sexto. A festa foi completa para a equipe Red Bull, com a vitória de Serrinha e o titulo de Cacá. O carioca agora se igula a Paulo Gomes com quatro conquistas. Mas o recordista absoluto continua sendo Ingo Hoffmann com 12 títulos.

Stock Car V8 – Velopark – Rio Grande do Sul:
1º – Daniel Serra (SP) Red Bull W.A.Mattheis – 44m26s614
2º – Popó Bueno (RJ) Comprafacil.com A.Mattheis – a 0s830
3º – David Muffato (PR) Itaipava Racing Team – a 1s347
4º – Felipe Maluhy (SP) Officer ProGP – a 10s375
5º – Duda Pamplona (RJ) Officer ProGP – a 11s172
6º – Eduardo Leite (SP) Hot Car – a 15s290
7º – Rodrigo Sperafico (PR) Prati Donaduzzi JF – a 17s914
8º – Marcos Gomes (SP) Medley FullTime – a 32s225
9º – Thiago Camilo (SP) Ipiranga RCM – a 34s426
10º – Giuliano Losacco (SP) Hot Car – a 43s216
11º – Cacá Bueno (RJ) Red Bull Racing – a uma volta
12º – Allam Khodair (SP) Blau Vogel – a uma volta
13º – Átila Abreu (SP) AMG Motorsports – a uma volta
14º – Nonô Figueiredo (SP) Esso Mobil Super Racing FTS – a uma volta
15º – Julio Campos (PR) Crystal Racing Team RZ – a uma volta
16º – Luciano Burti (SP) Itaipava Racing Team – a uma volta
17º – Max Wilson (SP) Eurofarma RC – a uma volta
18º – Matheus Stumpf (RS) Scuderia 111 – a uma volta
19º – Xandinho Negrão (SP) Medley FullTime – a uma volta
20º – Tuka Rocha (SP) BMC Vogel – a uma volta
21º – Alceu Feldmann (PR) Comprafacil.com A.Mattheis – a uma volta
22º – Bruno Junqueira (MG) Bassani Racing – a uma volta
23º – Ricardo Mauricio (SP) Eurofarma RC – a duas voltas
24º – Lico Kaesemodel (PR) Credipar RCM – a duas voltas
25º – Ricardo Zonta (PR) Crystal Racing Team RZ – a três voltas
26º – Rodrigo Navarro (SP) Qualicorp JF – a 13 voltas
27º – Valdeno Brito (PB) Esso Mobil Super Racing FTS – a 42 voltas
28º – Serafin Jr. (RJ) AMG Motorsports – a 44 voltas
29º – Denis Navarro (SP) Bassani Racing – a 45 voltas

Fonte | Grande Prêmio e Lance!

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Quer saber mais?

Artigos

Artigos relacionados que vão te interessar

Ver mais

+ Deixe um comentário

Comentários

Comentar

Para deixar um comentário é necessário se identificar: ENTRA ou conecte-se com Facebook Connect

Publicidade

Seções

WSL Weblogs SL